Casamento · Dicas

Por que alguém tem que vencer?

As competições desportivas, aquelas que vemos por entretenimento nos realitys  da TV, as gincanas escolares… todas tem papel importante na nossa vida, seja puramente por recreação ou para nos motivar à alcançar objetivos que envolvem a vitória naquela disputa.

1

Assistir Master Chef é até divertido, uma partida de futebol é emocionante, uma campanha motivacional é desafiadora, porém, acende-se um alerta quando existe um ego que te faz competir em tudo, quando você, mesmo que inconscientemente, precisa reforçar que está correto e o outro está errado, que pode fazer o que o outro não pode, ou coisas semelhantes.

Homens geralmente tem esse sentimento mais aflorado. Não só pela paixão mais afirmada em esportes que naturalmente traduzem a palavra “competição” com clareza. Na verdade, parece que já faz parte da forma inicial (alguma coisa que estava no barro do Éden e fez com que eles fossem formados com essa necessidade natural de competir). Ao longo do tempo, com as mulheres ocupando lugares cada vez mais significativos na sociedade, os homens passaram a ter a necessidade de afirmar-se ainda mais, porém, essa necessidade de competir e mostrar-se sempre superior pode estar encobrindo uma baixa autoestima. Nem sempre é natural.

Existem pessoas que tem essa necessidade de se afirmar em tudo, elas querem provar que estão certas sempre, querem mostrar que são mais importantes. Disfarçadas de “pessoas competitivas” simplesmente são pessoas chatas que nos cansam com essa necessidade mas as vezes, nem percebem que são assim.

A necessidade de “vencer o outro” é hoje causa de muitos relacionamentos fracassados. A divergência entre um casal sempre existirá (estamos falando de pessoas diferentes) mas precisa ter um limite. A competição nesse ambiente é nociva e tóxica (além de encher o saco). Nas relações profissionais essa ânsia de vitória não causa menos prejuízos. No ambiente onde todos deveriam estar unidos em um único objetivo, a competição doentia causa boicote e afasta todos dos resultados esperados.

Essa necessidade é quase que natural, ao longo da vida vamos sendo incentivados a sermos mais inteligentes, mais dedicados, mais obstinados, termos melhores notas, sermos os melhores profissionais, melhor isso… melhor aquilo… sem perceber, alimentamos um ciclo que nunca terminará em troca e cumplicidade.

O problema, é que a sede de competição está minando nossos relacionamentos. Preste atenção no que vou te dizer… isso tem que parar! Ser o melhor, ser notado, se sobressair, estar certo, nada disso vai garantir sua felicidade.

A única pessoa com quem você deve competir é você mesma… Você só precisa vencer seus instintos, vencer seus hábitos, vencer seus erros. Você só precisa ser melhor do que você já é. Você não é melhor, nem pior do que ninguém, apenas diferente. E NÃO há problema em ser diferente! Você não precisa provar nada (nem seu ponto de vista nem seus argumentos).  Pare de querer provar que está certo sempre. Pare de buscar menosprezar o outro a fim de sentir-se melhor, o importante mesmo, é como você melhorou hoje, com relação a quem era ontem!

Seja melhor que você mesmo, isso já é suficiente!

2

Fica a dica!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s