Ser mulher

A Maria e o Cafajeste

A Maria é uma jovem linda, inteligente, iniciando a vida adulta e com grandes talentos. Ela conheceu o José que é um homem adulto, maduro, solteiro mais cafajeste. Ela está agora apaixonada por ele que, com seu jeitinho galanteador conquistou o coração da jovem moça.

images (1)

A Maria não sabe, mas está sendo enganada pelo José que, se porta como um príncipe encantado mas, que na verdade, não tem nenhuma intenção de ter um futuro com a Maria (aliás, existem outras Marias na vida dele).

Conversando com a Maria, fiquei observando um pouco sobre a vitimologia ( uma ciência dentro da criminologia que estuda o que predispõe ou facilita uma pessoa a ser feita de vítima) da Maria. Qual é então a vitimologia da mulher que se apaixona por um cara como o José (na minha opinião).

  • Ela acredita que ele pode mudar por ela

Ela acredita que dando a ele carinho, afeto, e até intimidade, ele vai ser apaixonar a ponto de mudar completamente sua história de cafajestice.

 

  • Acreditar nas palavras doces e românticas do cara

Amor não se demonstra com palavras, mas ela é uma vítima fácil dessa labia. Não percebe que o amor ou a paixão descritas por ele em palavras não se manifestam em atitudes.

  • Acreditar que ele só está esperando o tempo certo de assumi-la para o mundo

Ela acha que o fato de estarem se escondendo é um ato de cuidado da parte dele que está tentando protege-la, mas que em breve vai apresenta-lá como sua amada eterna.

 

  • Acreditar que todos os homens são iguais

Como todos são iguais, elas não acham que precisam se preocupar com as atitudes egoístas e cafajestes dele. Afinal, se todos são iguais, porque continuar procurando um cara melhor?

 

  • Fantasiam um futuro a dois

Elas escutam um papo sobre o futuro, e até o nome dos filhos escolhem logo. Elas não percebem que o futuro é construído dia após dia, e não acontece como fantasiamos, mas como trabalhamos (juntos) por ele.

  • Não entendem o que é não ser prioridade

Não fica claro para essa vítima, que ele encontra-lá de vez em quando (ou de vez em quase nunca) refletem a prioridade que dão ao relacionamento. O cara só quer encontros noturnos para uma noite quente mas ela acha que isso são encontros românticos que ele planeja exaustivamente.

  • Ela acha que ele vai ter uma boa explicação para o comportamento cafajeste

Ele sumiu, ou ele traiu, ou ele não quer assumir o namoro… mas isso tudo deve ter uma excelente explicação. Pode ser que ele esteja com problemas, mas vai resolver, ou nunca mais vai acontecer. Ela realmente espera uma resposta, não precisa ser boa, só precisa vir da boca dele e ela vai acreditar.

Enfim… eu acho que essa é a vitimologia das Marias. Claro que o nome da Maria aqui é fictício, mas a história é real, e triste. Minha vontade?? Se livrar do José porque acho que a Maria não merece o sofrimento que está em vias de enfrentar, mas não posso fazer isso, porque? Porque uma vitima só deixa de ser vitima quando deseja isso.

Eu sei que a Maria vai ler esse texto, saiba que estou refletindo sobre isso porque me preocupo e quero que em breve você possa me dizer que se livrou dele e que em breve, ele entenda o que está fazendo e como haverá consequências para seu comportamento.

Se você não é essa Maria, mas é uma Maria… fica a dica… ele não te merece e não vai te fazer feliz!! Os cafajestes nunca fazem!!

 

Se você curtiu esse texto, não deixe de compartilhar e de nos seguir! 🙂 

http://sobresersupermulher.com

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s