Ser mulher

A arte de concluir

images

Já reparou quantas vezes somos levadas a parar determinada missão no meio do cominho? Tem gente que é expert nessa demanda: “parar as coisas antes de concluir”, mas no frigir dos ovos, isso é algo comum para todo ser humano. Todo mundo vai deixar algo pelo meio do caminho, isso não é nenhuma síndrome ou coisa do tipo… o problema é quando isso vira um hábito incontrolável, um padrão de comportamento.

Muitas vezes a pessoa desiste das coisas por pura autosabotagem. Tem gente que vive em um eterno estado de “quase” (quase se formou, quase leu o livro todo, quase acabou o filme, quase se casou…), são ciclos de intermináveis sonhos abandonados.

Tem aqueles que se cobram demais ou cobram demais do outro, o que leva as eternas decepções e como resultado, ao abandono dos projetos em diferentes áreas da vida.

Existem também aqueles que abandonam porque tem medo da mudança, ou melhor, preguiça de mudar. Quando a coisa fica mais difícil ou mais séria, a pessoa pula do barco por puro desanimo.

Enfim… concluir o que se começa é quase uma arte hoje em dia. Não estou falando de pegar diplomas, entregar TCC’s, casar, virar musicista profissional… estou falando de terminar ciclos.

A arte de concluir está em entender que tudo na vida são ciclos que você vive. Alguns ciclos nunca terão fim, geralmente aqueles que envolvem uma paixão sua.  As vezes você começa a correr e descobre que ama aquilo, mesmo alcançando seu objetivo você vai correr pra sempre. Mas as vezes você começa a correr porque precisa emagrecer, você emagrece e encerra o ciclo das corridas porque não curtiu aquilo.

Mais importante do que passar 20 anos fazendo uma coisa só pra dizer que você terminou é terminar um ciclo. Não interessa de que, nem quanto tempo você levou fazendo, tampouco se você tem alguma prova de que terminou aquilo ou não. O importante aqui é que seu coração esteja tranquilo em afirmar que o ciclo foi concluído.

Também não se cobre por abandonar uma coisa quando você sentir que aquele ciclo foi concluído. Meu marido vive me cobrando coisas que eu comecei e depois parei…

  • Um dia eu entrei numa vibe de fazer jantinhas saudáveis pra gente (saladinhas, sopas, purês…) toda noite era um cardápio novo… depois de 02 ou 03 semanas eu encerrei o ciclo… ele disse que eu abandonei, mas na verdade, eu só fechei aquele ciclo… queria experimentar as receitas que via na internet, experimentei, vi que as musas fits faziam parecer fáceis mas eram difíceis demais para depois de um dia de trabalho e simplesmente encerrei o ciclo. Pra ele foi um abandono, mas para mim simplesmente foi um ciclo encerrado.
  • Uma vez (eu estava grávida da Laurinha) eu entrei na escola de música para aprender a tocar violino. Levei super a sério… duas vezes na semana eu estava lá com meu violino e meu caderninho… três meses depois eu parei (a Laurinha chutava demais durante as aulas, só faltava arrebentar minha pele rsrsrsr). Eu ia voltar depois que ela nasceu mas percebi que o ciclo tinha sido encerrado.

Enfim… algumas pessoas lendo isso vão dizer que eu tenho mania de começar as coisas e não acabar, mas muito pelo contrário. Eu odeio deixar coisas inacabadas… quando começo um livro eu só paro quando acabar… quando eu começo a ver um filme eu termino não importa quão ridículo ele seja, terminei os 03 cursos superiores que decidi fazer… todos os projetos que eu decidi executar tiveram de mim toda a minha dedicação até que os ciclos fossem terminados. Para mim, início, meio e fim são etapas que surgem naturalmente em nossas atividades e ações.

O ponto focal desse post é que a decisão sobre o fim das coisas precisa ser sua baseada no concluir de um ciclo e não na opinião dos outros. Perder o interesse por algo pode acontecer, mas cuidado, talvez isso esteja acontecendo porque você tem feito escolhas erradas. Não deixe ciclos em aberto, eles costumam cobrar em uma tristeza profunda e sentimento de incapacidade. Seja qual for o projeto… de aprender a cozinhar até ser PhD em algo. Termine o ciclo que você começou!

Fica a dica amável!

Se você curtiu esse texto, não deixe de compartilhar e de nos seguir! 🙂 

http://sobresersupermulher.com

Anúncios

2 comentários em “A arte de concluir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s