Beleza · Ser mulher

Somos o que aparentamos ser? Será que somos só isso?

A publicação de hoje me foi motivada por um fato bem triste que me aconteceu…  com certeza não vale a pena falar sobre ele, mas me levou a refletir a respeito dessa situação… será que não estamos julgando as pessoas pela aparência? Você já se convenceu de algo sobre alguém, apenas pelo esteriótipo em que a pessoa foi rotulada?

e63caf5537

“ Estereótipo são generalizações que as pessoas fazem sobre comportamentos ou características de outros. Significa impressão sólida, e pode ser sobre a aparência, roupas, comportamento, cultura etc.” (Esse conceito eu achei na internet).

Então, vamos refletir sobre isso. Muitas vezes somos julgadas pela nossa aparência, condição financeira, comportamento, sexualidade, etc. Quando você menos esperar já foi rotulada (quase sempre por pessoas que não te conhecem nem um pouco).

Eu me pergunto: Porque é tão difícil para o ser humano, tentar ver além das aparências? Porque não tentamos conhecer alguém para, só então, validarmos nossa opinião sobre aquela pessoa?

Talvez, ao ler esse texto, você esteja se sentindo do outro lado da história também… não como uma pessoa que rotula, mas como alguém que já sentiu o drama de ser rotulada… dói não é mesmo???

As mulheres sofrem naturalmente com os estereótipos, já faz parte da nossa existência… se alguém faz uma barbeiragem no trânsito a primeira coisa que se ouve: “Só podia ser mulher”, se a criatura não sabe cozinhar as pessoas se perguntam: “Que tipo de mulher é essa?”… enfim… mas, esses são rótulos que, embora discordemos, podemos engolir (foram criados por uma sociedade que não aparenta sinais de mudança).  Porém, somados a esses,  vem os rótulos para os quais não estamos bem preparadas…

Eu acho absurdo que uma pessoa seja julgada como metida, quando na verdade só é acanhada, que sejamos rotuladas como arrogantes, quando na verdade só somos “nerds”( o que já é um esteriótipo rs), que algumas levem a fama de patricinha quando se é apenas feliz consigo mesma, que hajam mulheres rotuladas como oferecidas quando só são simpáticas e comunicativas… e por ai vai.

A pergunta é: Somos o que aparentamos ser? Mas afinal, essas aparências realmente importam? São propositais ou será que são criadas pelas pessoas que querem te rotular? Você realmente é só isso?

Sem dúvida, é triste ser rotulada. Mas eu acho que o diante disso, o mais importante para uma super mulher, é  você ter a certeza de quem você é, e não achar que precisa convencer ninguém disso. Se alguém prefere te julgar sem te conhecer, provavelmente essa pessoa não merece te conhecer melhor… sinta-se recebendo um livramento (rs).

Você, super mulher, que já se irritou por ter sido rotulada, saiba que, é preciso ter muito cuidado para não estar do outro lado da moeda (Será que não tem alguém que você conhece muito pouco e já estabeleceu o que pensa dela? Será que você não está afastando alguém que na verdade, poderia te surpreender se tivesse a oportunidade?).  Talvez, seja impossível mudar  o preconceito ou até o hábito de julgar pelas aparências,  no mundo. Mas precisamos começar a mudar isso em nós mesmas.

Tenho defendido a bandeira de sermos felizes… de buscarmos a alegria de sermos nós mesmas, de estarmos satisfeitos com nossas vidas, com o que temos, com o que somos. E se isso te levar a ser rotulada apenas espere, com o tempo a verdade sobre você aparecerá!

Nós somos mulheres! Seres extremamente complexos, com nossas individualidades e características, não podemos ser encaixadas em padrões preestabelecidos. Nós não somos só a roupa que vestimos, o corpo que temos, o bairro onde moramos, a profissão que escolhemos, a igreja que frequentamos ou mesmo a imagem que projetamos para o mundo. Somos muito mais que isso, somos um conjunto disso e de muitas outras coisas, muitas histórias, muitas memórias, muitas diferenças e muitas semelhanças.

Não poderia terminar esse texto de outra forma, se não com um texto que diz a verdade sobre isso:

“Não julguem, para que vocês não sejam julgados. Pois da mesma forma que julgarem, vocês serão julgados; e a medida que usarem, também será usada para medir vocês. “Por que você repara no cisco que está no olho do seu irmão e não se dá conta da viga que está em seu próprio olho? Como você pode dizer ao seu irmão: ‘Deixe-me tirar o cisco do seu olho’, quando há uma viga no seu? Hipócrita, tire primeiro a viga do seu olho, e então você verá claramente para tirar o cisco do olho do seu irmão.” Mateus 7:1-5

Se você curtiu esse texto, não deixe de compartilhar e de nos seguir! 🙂 

http://sobresersupermulher.com

Anúncios

2 comentários em “Somos o que aparentamos ser? Será que somos só isso?

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s