Casamento · Ser mulher

Porque eu não acredito na “incompatibilidade” do casal

Mês que vem eu faço 11 anos com meu esposo. Para quem nos conhece fica nítida a pergunta… Como, se são tão diferentes??? Nós sempre soubemos que éramos diferentes, mas hoje fizemos um teste de personalidade e olha só o resultado (nem preciso dizer quem é quem nesse teste rs):

WhatsApp Image 2017-04-17 at 21.19.34 (1)

 Pois é… fizemos no celular. É um teste rápido de análise de personalidade. Mas ambos concordamos que os resultados foram bem verdadeiros. Um é absurdamente analítico e racional enquanto o outro é absurdamente relacional e humano, uma mistura que tinha tudo para dar problema mas que na verdade, responde pelo equilíbrio das nossas vidas!

Vamos lá… segundo o dicionário a Incompatibilidade é a “ Antipatia de caracteres;  Diferença essencial que faz com que duas coisas não possam estar juntas; Impossibilidade legal de exercer conjuntamente certas funções.”

Está ai a resposta do porque acho absurdo quando ouço um casal dizer que vai se divorciar  por “incompatibilidade”. Ou seja, casais que queriam casar consigo mesmo (rsrs). Eu acredito que o que existe são diferenças (inúmeras). Infelizmente, as pessoas querem por um fim em suas relações por causa das diferenças, como se uma obrigação no casamento fosse as pessoas serem iguais.

Não são, as pessoas não são iguais. Uns são relacionais outros são analíticos, uns são introvertidos e outros são extrovertidos , um tem visão espacial e outro visão periférica.  Sem contar as diferenças naturais que existem entre homens e mulheres (que por sí só já dão livros e mais livros de estudos do comportamento humano).

Se você percebeu que é diferente de seu marido, noivo ou namorado tenha calma! Isso não significa que vocês são incompatíveis. Claro que não estou aqui para te dar conselhos sobre seu relacionamento, CADA UM SABE ONDE O SAPATO APERTA O SEU CALO. Também alerto que, as vezes se em um namoro as diferenças já se mostram insuportáveis tenha cuidado em levar adiante essa relação, lembre-se de que NÃO VAI MELHORAR DEPOIS DO CASAMENTO!

O que quero dividir com vocês é minha percepção sobre como as diferenças apoiam os relacionamentos e não o contrário.

Eu e meu esposo somos absurdamente diferentes (rs) mas muuuuito felizes, mesmo quando nossas diferenças nos levam à um desentendimento (rs).  Claro que sempre, nos momentos de impasse, um precisará abrir mão da razão em favor do outro. Frequentemente temos assunto para conversar, diálogos que nos levam até novas descobertas que nos fazem um casal mais unido e equilibrado. Se concordamos com tudo? Muito dificilmente concordamos com algo (rs), mas o equilíbrio só existe porque somos diferentes e o que falta em um o outro tem de monte.

Outra coisa que tenho como vantagem para compartilhar:  posso garantir que nossas diferenças nos fazem pessoas melhores. O Rubem me faz crescer e melhorar a cada dia, sempre que uma opinião ou decisão minha está errada, ele vem com seu pensamento 180° divergente do meu e me orienta em um caminho melhor e eu faço a mesma coisa com ele.

Também  conheço (infelizmente) histórias de relacionamentos infelizes e que vivem na zona de conflito há mais tempo do que podem lembrar. Isso é uma pena, mas, se eu fosse chutar, diria que aconteceu porque não houve negociação nas diferenças. A harmonia não depende de serem iguais, a harmonia depende de quererem a mesma coisa, que nesse caso, é o relacionamento.

Em um relacionamento feliz você não vive só para o outro e muito menos só para você. Se você quer ver seu relacionamento vencer as crises (que são enormes e atingem a todos os casais sem exceções) aprenda que ser diferente não é errado, ser egoísta é que é. Querer que o outro seja como você, é puro egoísmo e não vai sustentar seu relacionamento.

Sim, o resumo da ópera. É possível ser feliz nas diferenças. Entenda que as pessoas e os relacionamentos são diferentes e busque o caminho certo para o seu. Entre as diquinhas de mestre eu diria:

1-   Entenda no que vocês são diferentes.

2-   Planeje com seu parceiro como vocês podem lidar com as diferenças.

3-   Seja compreensível. Seja empático (lembre-se que agora você já entende as diferenças entre vocês e isso facilitará a compreensão do outro).

4-   Seja paciente e aprenda a abrir mão quando for necessário. As vezes é melhor ser feliz do que ter razão.

5-   Tenha sempre em mente o que te encantou no seu parceiro, pelo que você se apaixonou?

6-   Tome decisões sábias. Lembre-se de que só exigir do outro é egoísmo (além de ser injusto e cansativo).

7-   Um bom relacionamento faz os dois felizes. Se você vive só em razão do outro não alcançará a felicidade, isso não é parceria.

8-   Defina regras para seu relacionamento. Tipo, vocês podem ser diferentes, mas existem premissas (verdades) que vão variar de casal para casal e podem ir desde a própria fidelidade até a diretriz para decisões financeiras.

9-   Lembre-se de que NÃO EXISTE UM RELACIONAMENTO PERFEITO (tipo sem divergências ou desentendimentos).

10-               Lembre-se de que o que Deus uniu o homem não é capaz de separar! Se foi realmente Ele que uniu, pode acreditar que as diferenças podem até ser benéficas.

Se você curtiu esse texto, não deixe de compartilhar e de nos seguir! 🙂 

Anúncios

3 comentários em “Porque eu não acredito na “incompatibilidade” do casal

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s